Blogs em Destaque: O Velhinho do RPG

Conheça o blog de um dos veteranos do RPG no Brasil

O blog de destaque dessa semana é O Velhinho do RPG, um blog dedicado a RPG, Board Games (jogos de tabuleiro), Quadrinhos e Nerdices em geral. RPG é uma sigla para Role Playing Game, um jogo de interpretação onde um mestre conta uma história e os jogadores decidem o que fazer naquele cenário, existem diferentes sistemas de RPG, cada um com seus cenários e conjuntos de regras para ajudar a dar mais veracidade e/ou lidar com imprevistos conforme a história se desenrola.

André Cruz, o autor do blog, é professor de história, mestre e jogador de RPG com mais de 25 anos de experiência. O Velhinho do RPG nasceu em agosto de 2013 e usa o tema Expound, um tema bastante customizável, leve e responsivo, que se adapta bem a qualquer dispositivo.

Tive o prazer de trocar algumas ideias com o André por e-mail e o resultado você vê na entrevista abaixo:

Como começou sua jornada no mundo do RPG e no ensino de história?

Comecei no RPG lá pelos anos 80. Uma vez vi em uma revista da Legião dos Super-Heróis dois personagens comentando que estavam jogando Dungeons & Dragons, e depois o nome voltou a aparecer no filme E.T., aí a curiosidade aumentou, queria saber que jogo era aquele.

Um dia descobri que uma banca de jornal na Avenida Rio Branco, no centro do RJ, onde eu sempre comprava revistas de xadrez (minha paixão na época) vendia livros e caixas de Dungeons & Dragons. Resolvi comprar uma para entender o que era esse jogo e a partir de então a paixão só aumentou, sempre que podia, e o dinheiro deixava (na época era só estudante), tentava comprar alguma coisa.

Mesmo entendendo quase nada do inglês, usava um dicionário pra poder compreender algumas partes e contava com ajuda de amigos que já conheciam o idioma para podermos jogar. Hoje lembro que jogávamos várias coisas erradas, mas a diversão era muito maior pra se importar com isso.

Quanto a opção pelo curso de história não tem relaçao direta com o RPG, mas sim com minhas convicções políticas, o fato de ter tido um excelente professor de história, o saudoso professor Héber, e o desejo de saber mais sobre a história do mundo e o homem na sociedade através do tempo. Mas o fato de ser um historiador facilita e ajuda na hora de construir cenários para as aventuras e acaba sendo bem útil.

Wicked Heroes.jpg

Jogadores com suas fichas se preparando para uma partida de RPG. André, o mestre, está no centro.

Você mantém alguma campanha de RPG atualmente?

Atualmente tenho várias campanhas em andamento (mais do que deveria por conta dos meus compromissos profissionais que tenho como professor de história, mas…) todas como mestre. São elas:

A Noite dos Mortos-Vivos: Campanha que começou com o sistema de The Shotgun Diaries, de John Wick, lançado no Brasil pela Redbox, e que agora iremos migrar para Terra Devastada, do brasileiro John Bogéa, lançado no Brasil pela Retropunk após uma campanha de financiamento coletivo de sucesso. Nessa campanha jogam minhas duas filhas, Mariana, de 20 anos, e Fernanda, de 17 anos, além da minha afilhada, Débora, de 21 anos. Elas são sobreviventes de um apocalipse zumbi ocorrido em Boston, Massachusetts, e que precisam chegar a Atlanta, na Geórgia, para levar uma informação vital ao CDC sobre a epidemia zumbi. Cada sessão de jogo é um desafio que precisam superar para chegar ao destino final.

Stranger Vix: Campanha usando o sistema do Mundo das Trevas, lançado no Brasil pela Devir, meio que baseada na série de sucesso da Netflix. Os jogadores são pessoas comuns que vivem em Vitória/ES e descobrem que o mundo tem mais segredos do que imaginavam. Eles vão se envolver com cultos de magia, criaturas sombrias, e feiticeiros gananciosos por poder. Nessa campanha jogam meus amigos Tainã, Eduardo, Felipe e Iara.

Sobreviventes Anônimos: Outra campanha usando o sistema do Mundo das Trevas, também ambientado em Vitória/ES, na qual os jogadores são sobreviventes de eventos misteriosos e sombrios e que agora decidem caçar e exterminar criaturas sobrenaturais. Jogado pelos amigos Felipe, Patrick, Aurevam e Lucas.

Qual sua opinião sobre os financiamentos coletivos de RPG no Brasil?

Acho que toda iniciativa para difusão do RPG, como diversão, como jogo que desenvolve o pensamento lúdico, como uma atividade cultural que envolve amigos, é sempre válida.

Graças aos financiamentos coletivos vários livros e cenários que talvez nunca fossem publicados no Brasil, possibilitaram que as editoras os colocassem ao alcance dos jogadores e mestres. Financiamentos como os de Savage World e Terra Devastada, da Retropunk, e Demon Lord, da Pensamento Coletivo, apenas para citar alguns, são exemplos de financiamentos de sucesso, de público e de crítica.

board_games.jpg

André (do lado direito) se preparando para uma sessão de jogo de tabuleiro com os amigos

O que você acha dessas casas onde você pode alugar um jogo e comer e beber com um amigo enquanto joga?

Acho fantástico! Geralmente temos as tribos urbanas com seus locais próprios quando saem com os amigos, mas faltava algo parecido para o publico que gosta de jogar, que gosta de estar em um ambiente onde pessoas que desfrutam do mesmo gosto por jogos, pelos mesmos assuntos nerds, pudessem se encontrar e compartilhar seu hobby. Gostaria que mais lugares assim aparecessem pelo Brasil.

Facebook - O velhinho do RPG.png

Como é o seu relacionamento com os leitores?

Meu relacionamento com meus leitores é muito bom. Muitos comentam no próprio blog após a publicação de um artigo e a boa parte deles comenta também nas redes sociais. O feedback dado por eles me ajuda bastante na hora de decidir sobre os assuntos a serem postados no blog e a preferência deles pelos jogos. Infelizmente por tocar o blog praticamente sozinho não consigo atender a todos em todas as mídias, como por exemplo, o Instagram, o qual eu gostaria de poder publicar mais fotos de jogos e interagir mais com meu público, mas acho que por enquanto está satisfatório. As redes sociais são uma incrível ferramenta que nos permite aproximar mais do nosso leitor e ter um termômetro se estamos no caminho certo e agradando.

Porque você escolheu o WordPress.com?

Escolhi o WordPress.com pela facilidade de publicar e por todas as ferramentas que ele disponibiliza para os blogueiros. Eu não era uma pessoa muito conhecedora sobre assuntos de informática e internet quando comecei, mas a facilidade do WordPress.com me deixava muito confortável para colocar na rede o meu blog e poder comentar sobre os assuntos que eu curto. Antes do Velhinho do RPG eu tinha (ainda tenho, mas desativado) um blog sobre poker, e foi através um amigo que me incentivou a criar este primeiro blog que conheci o WordPress.com.

O blog já lhe trouxe algum tipo de oportunidade?

Sim. Constantemente sou convidado para eventos nerds ou exclusivamente de jogos de RPG, assim como também já fui convidado para fazer parte de um júri para escolha de novos RPGs que estavam sendo lançados no Brasil. Além disso, meu blog já foi citado por várias empresas de jogos de RPG, no Brasil e até no exterior. Várias adaptações minhas são disponibilizadas em outros sites RPG, tenho uma adaptação do personagem Hellblazer que virou material oficial do RPG Este Corpo Mortal, disponibilizado no site da editora Retropunk que o publicou no Brasil. Também já fui convidado também para criar cenários de suplementos para RPGs nacionais, que estão ainda em construção.

este-corpo-mortal

Que dicas você deixaria para quem pretende escrever sobre cultura nerd no Brasil?

Antes de qualquer coisa tem que ser apaixonado pela cultura nerd, a ponto de querer compartilhar com o público alvo suas opiniões, idéias e sugestões sobre assuntos como jogos de tabuleiro, RPG, cinema, séries, etc. Tem que ser uma pessoa que esteja antenada com as novidades do momento e que tenha como principal objetivo a divulgação de um estilo de vida, de um hobby, que une e atrai cada vez mais gente para o universo nerd.

Quer deixar alguma mensagem final?

Primeiro gostaria de agradecer o convite para a entrevista, permitindo que o público conheça um pouco mais sobre o blogueiro por trás dos artigos que são publicados. Dizer também da minha satisfação por fazer parte de um número cada vez maior de pessoas que tem usado uma ferramenta tão útil como a WordPress.com para criar seus blogs e discutir sobre assuntos dos mais variados na grande rede. Também quero convidar a todos que ainda não conhecem o blog do Velhinho do RPG a fazer uma visita e deixar um comentário sobre suas impressões por lá. Um grande abraço.


Se você gostou desse texto talvez goste também desses artigos:

cmparar-planos.png

Não use esses comentários para fazer perguntas, pedir suporte ou informar erros. Para isso, use os nossos fóruns ou o entre em contato com nossa equipe de suporte.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: