Criando um Projeto Editorial: Analisando concorrentes

Conhecer e estudar seus concorrentes é fundamental para aprender como se destacar no seu mercado.

Analisar o trabalho da concorrência é fundamental durante a criação de um projeto de comunicação digital. Nesse artigo sobre a criação de um Projeto Editorial vou falar sobre concorrentes, como encontrá-los, como avaliá-los e como tirar lições valiosas dessa análise.

Concorrentes: expandindo o conceito

Existem basicamente dois tipos de concorrentes:

Concorrentes diretos: Produzem o mesmo tipo de produto ou prestam o mesmo tipo de serviço, concorrem no mesmo mercado que você pelo mesmo público alvo. Por exemplo, Apple e Samsung fazem celulares com recursos bem similares, são concorrentes diretos.

Concorrentes indiretos: Possuem um produto ou serviço similar que diminui a demanda do produto ou serviço que você oferece, ou seja, há uma disputa pelo mesmo público. Por exemplo: Alcatel e Xiaomi também fazem celulares, mas não necessariamente do mesmo padrão que a Apple ou Samsung, porém eles estão disputando os mesmos clientes, que podem em determinado momento preferir um produto desses outros fabricantes, são concorrentes que atuam no mesmo setor da economia, disputando seus recursos.

Ainda existem outros tipos de concorrentes indiretos que vale a pena detalhar:

Concorrentes de utilidade: Disputam a mesma verba e tempo do seu cliente apesar do produto ser relativamente diferente. Por exemplo o metrô e as bicicletas  também são concorrentes dos táxis, se o uso desses meios de transporte crescer significativamente provavelmente o uso de táxis diminuirá. São produtos e serviços que apesar de diferentes podem servir como alternativas para o público alvo.

Concorrentes de atenção: Disputam a mesma verba e tempo do seu cliente apesar do produto ser completamente diferente. Por exemplo, num feriado prolongado uma família pode escolher viajar para o litoral ou ficar em casa e fazer um churrasco com os amigos, são duas despesas completamente diferentes, mas a família possui um orçamento e tempo limitados, ela não pode fazer as duas coisas.

Os diferentes tipos de concorrentes são como peças num jogo de xadrez, nem todas as peças (concorrentes) fazem a mesma coisa, mas todos participam do mesmo jogo (mercado) e saber quem atacar e quem ignorar é fundamental para a sua estratégia.

Chess_board_with_chess_set_in_opening_position_2012_PD_05.jpg
Na comunicação digital os concorrentes de atenção são muito comuns. Sites, blogs ou canais do youtube completamente diferentes entre si, podem ser concorrentes de atenção. Todas as pessoas possuem as mesmas 24 horas de tempo diariamente, para consumir um conteúdo eles deixam de consumir diversos outros conteúdos nem sempre do mesmo assunto.

Quando uma pessoa está prestes a ter filhos, ela deixa de consumir conteúdos diversos para consumir material sobre gestação, maternidade e paternidade, educação infantil, etc. Quando alguém está prestes a viajar ele abre mão de alguns conteúdos para aumentar sua quota de informação sobre outros países, principais pontos turísticos, passeios, idiomas, etc.

Por isso é importante entender os interesses do seu público alvo como falamos nesse outro artigo. Se você sabe que uma boa parte do seu público gosta de viajar ou pretende ter filhos você pode produzir conteúdos relacionados a esses assuntos e ajudar a reter um pouco dessa audiência, tornando-se também um veículo mais interessante.

Concorrentes x Parceiros

É importante entender que, quando falamos de comunicação, nem todo influenciador é um concorrente direto. Por exemplo, um blog sobre maternidade e um sobre paternidade estão atuando no mesmo mercado, mas poderiam facilmente ser parceiros já que produzem conteúdos bem diferentes e complementares. Um site ou blog só é considerado concorrente se tanto o conteúdo quanto o ponto de vista dos autores forem muito similares. Sites ou blogs atuando no mesmo mercado com diferentes conteúdos e pontos de vista podem facilmente ser parceiros divulgando conteúdo um do outro e trocando audiência entre si.

Descobrindo Concorrentes

A maneira mais simples de encontrar concorrentes na internet ainda é usando o Google. Se você é um site ou blog de conteúdo as técnicas são similares aquelas que vimos no artigo sobre influenciadores.

Comprar Celulares

Se você possui um site comercial além de conferir os resultados orgânicos de busca, dê também uma boa olhada nos anúncios.

A partir dos links acima você pode usar o operador “related:” para expandir sua busca:

celulares - relacioandos

Analisando Concorrentes

Conforme encontro os concorrentes nas buscas pelo Google eu vou alimentando um planilha com os dados de comunicação de cada um deles.

Concorrentes

modelo parcial da planilha

Os números acima de Root Domains são obtidos usando o Open Site Explorer e eu explico mais sobre essa métrica no artigo sobre Influenciadores. Além de Facebook e Twitter eu analiso qualquer outro esforço de comunicação que esses concorrentes estejam fazendo (Youtube, Blogs, Google+, Pinterest, Instagram, etc.)

Algumas análises possíveis de se fazer com os dados completos na planilha:

  1. Quais empresas encontradas podem ser parceiras e quais são concorrentes.
  2. Quais são as empresas mais influentes.
  3. Quais são as redes sociais mais utilizadas pelas empresas analisadas.

Além da análise quantitativa é importante fazer uma análise qualitativa que envolve visitar os blogs e redes sociais de cada empresa, analisar as pautas que estão sendo publicadas e observar qual é o engajamento (comentários, curtidas, compartilhamentos) de cada um dos conteúdos.

Esse é um momento fundamental para entender o que funciona e o que não funciona em termos de conteúdo, quem está fazendo um bom trabalho e passar a acompanhar os canais das empresas que estão fazendo um bom trabalho para fins de referência.

Após esse levantamento é preciso fazer algumas reflexões:

  1. Como estabelecer parceria com essas empresas?
  2. Quais canais eu deveria começar a utilizar para estar mais próximo dos meus concorrentes? (estratégia de redes sociais)
  3. Quais pautas eu poderia abordar nos meus canais com tão ou mais sucesso do que os meus concorrentes? (aperfeiçoamento do projeto editorial)
  4. Como eu posso crescer em cada um desses canais? (anúncios ou ações promocionais)

Se você acha que não tem nada a aprender com seus concorrentes é porque você ainda não pesquisou tanto quanto deveria, espero que essas dicas lhe ajudem a descobrir algumas ideias novas e melhorar seu projeto editorial.

5 Comentários

  1. maisonlaboutiqueblog

    A concorrência aquece o mercado

  2. caiogenerali

    Muito boa esta matéria se cada um fazer seu diferencial tem mercado para todos

  3. conectividadecomjuliasiampanis

    Gostei muito ! Vai ser muito util para minha prosperidade virtual .

  4. poesiacomotempo

    muito legal, vou mostrar esse post para minha prima…

  5. Jovem feminista

    Gostei muito vai ser muito útil pra mim

Não use esses comentários para fazer perguntas, pedir suporte ou informar erros. Para isso, use os nossos fóruns ou o entre em contato com nossa equipe de suporte.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: