Automattic: conheça a cultura de uma empresa Open Source

O que a filosofia Open Source pode produzir em uma empresa além de código?

O uso do termo Open Source (código aberto) surgiu como uma oposição a idéia de software grátis e ele é tão ligado ao processo de desenvolvimento de software que esquecemos que existe toda uma filosofia por trás desse termo.

A Automattic foi criada sobre o alicerce do conceito Open Source e esse conceito está enraizado na cultura da empresa, desde a forma como as pessoas são contratadas até a forma como elas trabalham no dia-a-dia.

O local de trabalho

A empresa não tem escritórios, eles tem no máximo um endereço físico em São Francisco (Califórnia – Estados Unidos) que eles chamam de Automattic Lounge o espaço funciona mais como um local para eventos e co-working para alguns automatticians (apelido que eles usam para designar os funcionários).

São 387 pessoas trabalhando em 60 países, os projetos são tocados através de blogs usando o tema P2 e grande parte da comunicação acontece através de um software de mensagens chamado Slack. Se a conversa por texto não está funcionando eles são encorajados a resolver por telefone (o que na prática signifca um Skype ou Hangout pra substituir o bate-papo “olho-no-olho”).

O Slack permite organizar as pessoas em times e facilita tanto o diálogo dentro do mesmo departamento quanto a comunicação entre diferentes áreas, além da conversa direta entre os funcionários. Você pode achar estranho, já que existem tantas formas para se falar com alguém atualmente, mas uma ferramenta diferente, onde só se conversa sobre trabalho, ajuda muito a separar o que é pessoal e o que é profissional, principalmente  para quem trabalha sempre a partir de casa.

Obviamente esse não é um modelo de trabalho que funciona para todo mundo, o que exige um processo de seleção bastante diferente. Antes de ser contratado cada funcionário passa por um período de testes e antes de serem efetivados, todos, indepentende do cargo, passam algumas semanas no atendimento ao consumidor. Isso cria uma cultura homogênea na organização, mesmo que as pessoas estejam trabalhando em funções e projetos completamente distintos.

Os números

Atualmente 24% dos sites do mundo são feitos em WordPress, e no último mês (junho/2015) 53 milhões de artigos foram publicados no WordPress.com, são blogs e sites escritos em 120 línguas, sendo que o Português é o 4º idioma mais popular.

Além do WordPress.com a empresa é responsável por outros produtos, como o Polldady, para criação de pesquisas e questionários e o Cloudup para upload e compartilhamento de arquivos. Somando esses produtos a empresa tem conquistado cerca de 2 milhões de usuários novos por mês no último ano e atualmente está próxima da marca de 90 milhões de usuários.

Todos os produtos são oferecidos gratuitamente e possuem planos pagos onde o cliente obtém algumas vantagens e acesso a recursos mais elaborados. Apenas uma pequena parcela de todos os usuários são pagantes, mas poucos clientes de uma base tão grande já é um número mais do que suficiente para sustentar uma estrutura que conta com pouco investimento em espaço físíco e muito investimento em pessoas.

O juramento

Ao assinar o contrato de trabalho, logo acima da assinatura, está um juramento escrito em primeira pessoa que vou cometer a ousadia de traduzir aqui, mas você pode ver a redação original neste post de Matt Mullenweg, fundador da Automattic:

Eu nunca vou parar de aprender. Eu não vou trabalhar apenas nas coisas que me foram atribuídas. Eu sei que não existe um status quo. Vou construir nosso negócio de forma sustentável através de clientes apaixonados e leais. Eu nunca vou perder a oportunidade de ajudar um colega, e me lembrarei dos dias em que eu não sabia de tudo. Estou mais motivado pelo impacto do que pelo dinheiro, e sei que Open Source é uma das idéias mais poderosas da nossa geração. Vou me comunicar o máximo possível, porque comunicação é o oxigênio de uma empresa distribuída. Eu estou em uma maratona, não em uma corrida curta, e não importa o quão longe é o objetivo, a única maneira de chegar lá é colocando um pé na frente do outro todos os dias. Com o tempo, não existe problema que seja intransponível.

Com certeza não é um modelo de trabalho que funciona para todos os tipos de empresas, ou que seja possível adotar do dia para a noite. Muitas dessas práticas foram implantadas ao longo dos 10 anos da Automattic produzindo uma companhia única e exemplar.

Eu tenho muito orgulho de participar dessa história, que não começou recentemente quando comecei a escrever aqui, ou quando conheci o Matt Mullenweg no CMS Brasil em 2009, começou em 2003 quando tive o primeiro contato com o WordPress, naquela época ele era um fork (variação) recém lançado do b2/cafelog que era o sistema de blog que eu utilizava no meu site.

Ver como o Open Source serviu de base para uma empresa livre e comunicativa mostra que é sim possível fazer algo lucrativo que transforme o mundo em um lugar bem mais interessante se você estiver mais motivado pelo impacto do que pelo dinheiro.

1 Comentário

Comentários encerrados.

  1. Pingback: Automattic: Quando uma empresa cresce mas o escritório diminui | GugaAlves.net

Crie seu novo blog ou site gratuitamente

Comece agora

%d blogueiros gostam disto: